O Milagre do Telefone …. Que Voltou a Falar!

Introdução: Milagre e espiritualidade são temas geralmente conectados, para a maioria das pessoas está relacionado com saúde, algum tipo de ganho inesperado. Este artigo conta um dos inúmeros milagres que Srila Govinda Maharaj participou e demonstra a beleza do milagre que promove a conexão com Deus. Suas histórias são sempre maravilhosas de ouvir mas, talvez em uma época em que muitos corações pedem em uníssono por mais milagres de serviço, essa história possa apontar mais uma vez que nada é impossível no serviço ao Divino. Clique aqui para conhecer outras histórias de milagre.

Por Sripad Bhakti Ranjan Madhusudan Maharaj. Tradução: Devayani Devi Dasi

Espere o inesperado!  Às vezes era isso que se sentia ao estar na companhia de Srila Gurudev, Sua Divina Graça Srila Bhakti Sundar Govinda Dev-Goswami Maharaj.   Em todo o mundo, devotos testemunharam vários eventos milagrosos inesperados.   Até mesmo Srila Govinda Maharaj comentou em várias ocasiões que muitos milagres ocorreram em sua vida.   À seguir encontra-se o relato de um desses milagres.

Era o ano de 1996 e Srila Govinda Maharaj encontrava-se sentado em sua varanda em Nabadwip.   Isso foi antes da reforma da varanda, quando o espaço ainda era pequeno, o que contribuia para o clima intimista dos darshans com Sua Divina Graça.

Isso foi antes de e-mail e Internet.  A comunicação entre Srila Govinda Maharaj e os devotos ocorria principalmente por meio de visitas ou cartas.   Ocasionalmente, uma ligação telefônica conseguia ser completada.  Telefones celulares não existiam.  Os telefones eram de linha fixa e nem sempre confiáveis e não era incomum que o telefone de Nabadwip ficasse mudo por dias seguidos.

Havia apenas alguns poucos devotos com Srila Govinda Maharaj naquela tarde.  Eu estava com Aravinda Lochan Prabhu, Jagadananda Prabhu, Swaranangii Devi e alguns outros.   O telefone não funcionava já havia pelo menos uma semana.  Você não conseguia fazer ligações nem recebê-las.   Naquela tarde, Srila Govinda Maharaj tirou o telefone do gancho para checar se havia sinal.   Ele estava apenas checando o telefone.

De repende, Srila Govinda Maharaj escutou uma voz no telefone.  O telefone estava mudo mas havia uma voz falando com Srila Govinda Maharaj.  Falando através do telefone, estava Krishna Vallabha Prabhu, um Vaishnava Brajabasi sênior de Vrindavan.

Krishna Vallabha Prabhu estava falando a Srila Govinda Maharaj sobre um terreno em Vrindavan que acabara de entrar no mercado que ficava ao lado do Templo Sri Sri Radha Damodar.   Esse terreno havia sido parte de uma briga judicial mas agora a questão havia sido resolvida e ele poderia ser vendido.  Ele disse a Srila Govinda Maharaj que todos queriam pôr as mãos naquele pedaço de terra.   A entrada dessa propriedade no mercado estava sendo esperada por muitas pessoas.   Muitos desejavam comprar o terreno para negócios ou para obter prestigio.  Mas Krishna Vallabha Prabhu explicou:  “Nós queremos que você compre esse terreno!  Nós queremos que essa terra fique protegida espiritualmente.  Nós queremos que ela seja cuidada de forma adequada. É um lugar muito especial.”

Krishna Vallabha Prabhu continuou explicando que ele só conseguiria reservar o terreno para Srila Gurudev por alguns dias antes que o mesmo fosse oferecido para outros compradores.  O dinheiro precisaria ser entregue  e os papéis assinados e registrados em até 15 dias.

O terreno já havia sido avaliado, porém havia pessoas dispostas a pagar muito mais.  Mas Krishna Vallabha Prabhu assegurou Srila Govinda Maharaj que ele só precisaria pagar o valor da  avaliação.   Os vendedores não estavam interessados em obter muito dinheiro, o mais importante era que o terreno ficasse em boas mãos.   E é por essa razão que eles gostariam que Srila Govinda Maharaj comprasse o pedaço de terra.  Inclusive, Krishna Vallabha Prabhu disse que ele mesmo daria o dinheiro caso fosse difícil para Srila Govinda Maharaj conseguí-lo.  Eles estavam muito ansiosos para que Srila Govinda Maharaj tomasse posse do terreno!

Srila Govinda Maharaj recebeu esse único telefonema e todos os pormenores foram resolvido em poucos minutos.  Nós que estávamos em volta não entendemos muito bem o que se passava.  Nós observamos que Srila Govinda Maharaj tinha ficado bastante sério.  Quando ele desligou o telefone, ele estava chocado.  Ele então ficou ainda mais chocado ao perceber que após desligar o telefone e levantar o bocal novamente, o telefone voltou a ficar mudo.  O telefone estava mudo antes e depois do importante telefonema, e o aparelho nunca tocou.  O rosto de Srila Govinda Maharaj era de total surpresa!

“Oray Baba!” Srila Govinda Maharaj iria dizer mais tarde “Foi um milagre! O telefone mudo falou comigo e ordenou: Envie um homem para adquirir o terreno.”

Sempre que acontecia algo extraordinário, Srila Govinda Maharaj buscava entender qual era a mensagem que estava sendo enviada do plano superior.   Muitas vezes outros interpretavam os fatos como coincidência ou como um evento feliz ou infeliz.   Mas Srila Govinda Maharaj sempre buscava entender qual era o desejo do Senhor por detrás de cada incidente.

Srila Govinda Maharaj entendeu claramente que o que aconteceu havia sido promovido pelo plano superior para que ele conseguisse assegurar o terreno.  Ele imediatamente tomou todas as providências necessárias.  Não havia tempo a perder.   No mesmo instante, ele enviou seu fiel associado Purnananda Prabhu de Nabawip para Vridavan para dar entrada na papelada.  Tudo foi feito dentro do prazo necessário e o terreno foi transferido para o nome da missão.

O que tinha de tão especial esse terreno?  As terras eram parte do Templo Sri Sri Radha Damodar.  Pode ser visto que ambos se encontram no mesmo terreno.   Existe um muro dividindo os dois, mas qual a importância de um muro?  Do ponto de vista espiritual é o mesmo terreno.   O Templo Sri Sri Radha Damodar é considerado do ponto de vista geográfico e espiritual, o centro de Vrindavan.  Na época do Senhor Chaitanya Mahaprabhu esse era o local onde todos os Goswamis e outros grandes santos Vaishnava congregavam.   Agora ele abriga o Samadhi Mandirs de Srila Rupa Goswami, Srila Jiva Goswami, Srila Bhurgarva Goswami e Srila Krishna Das Kaviraj.   Srila Govinda Maharaj sempre falava da grande honra que era poder servir a Srila Rupa Goswami e a seu próprio Guru Maharaj, Srila Bhakti Rakshak Sridhar Dev-Goswami Maharaj através da proteção e do cuidado com essa propriedade.

Srila Govinda Maharaj via essa propriedade como um lugar para servir a Srila Sridhar Maharaj, sendo esta uma representação completa de Srila Rupa Goswami, e também como um lugar para adorar Srila Sridhar Maharaj, perto de Srila Rupa Goswami mas honrado separadamente dos vários Pushpa Samadhis dentro do complexo do Templo Sri Sri Radha Damodar.

Em menos de um ano, a casa de hóspedes foi erguida para os devotos.   Logo após,  construiu-se um mandir para as Deidades.  Em Novembro de 1999, Srila Govinda Maharaj presidiu,  repleto de alegria, a instalação das Deidades Sri Sri Guru Gauranga Gandharva Rasabihari para acompanhar Sri Sri Radha Rasabihari,  as Deidades da antiga Casa Vrindavan que veio com a propriedade.   Depois a murti de Srila Sridhar Maharaj foi também instalada.  Srila Govinda Maharaj entendeu que essa propriedade especial era o lugar de Guru Maharaj and que ela veio até ele a serviço de seu Guru Maharaj, Srila Bhakti Rakshak Sridhar Dev-Goswami Maharaj. 

BBBClass 3/2014: Sadhu sanga – o poder da associação – Sripad Vaisnava Maharaj

Introdução:

Este artigo é uma compilação de alguns dos materiais apresentados no Tema 3 Sadhu Sanga – do Back to Bhakti Basic Class (De volta ao básico de Bhakti Yoga), e traduzidos por Rasa Sundari Devi Dasi – Uberlândia.

Nesta edição do encontro nacional transmitido ao vivo pela internet foram compartilhados entre os participantes.

Para saber mais sobre o Grupo de Estudos, se inscrever e participar clique aqui.

TEMA 3 – Sadhu Sanga

Este vídeo de Sripad Vaisnava Maharaj foi a abertura do encontro, que seguiu com a seleção de trechos de escrituras sobre Sadhu Sanga e de trechos de obras de Srila Sridhar Maharaj e Srila Govinda Maharaj nas quais eles explicam o tema:

Trechos de Escrituras:

“A pessoa que deseja obter opulência Divina deve adorar aquele que é atmajña, auto-realizado. Isto é, deve adorar um devoto de Sri Hari, a Suprema personalidade de Deus” – Mukunda Upanishad 3.1.10

“Na associação de devotos puros, discussão de passatempos e atividades da Suprema Personalidade de Deus são muito agradáveis e satisfatórias aos ouvidos e ao coração. Pelo cultivo de tal tipo de conhecimento uma pessoa pode gradualmente avançar no caminho da liberação. Depois disso ele se torna liberto e sua atenção se torna fixa. Aí então a devoção real e o serviço devocional começam”. Sri Bhagavatam 3.25.25

“Meu querido rei Rahugana, a menos que a pessoa tenha a oportunidade de borrar seu corpo com o pó sagrado dos pés de lótus de grandes devotos, ela não poderá realizar a Verdade Suprema. Uma pessoa não pode realizar a Verdade Suprema simplesmente por observar o celibato, por adorar uma deidade, por aceitar o voto de sannyasi, por seguir perfeitamente as regras do ashram de grhastha (da vida familiar), nem pode obter este tipo de verdade por aceitar severas penitências e austeridades, por estudar os Vedas ou por adorar os semi-deuses do Sol e da água. Apenas pelo banhar na poeira dos pés de lótus de um devoto puro a Verdade Absoluta é revelada”. Sri Bhagavatam 5.12.12

Trechos de Obras dos mestres da Sri Chaitanya Saraswat Math:

1. Sridhar Maharaj – Vulcão Dourado do Amor Divino

Ao mesmo tempo, devotos virão até nós dizendo: “Não tenha medo. Nós somos todos como você. Vamos caminhar juntos em linha reta. Não tenha medo – nós estamos aqui.” É dito que os devotos de Krishna são ainda mais simpáticos conosco do que o próprio Sr Krishna. O consolo para nossas vidas e de (a) nossa fortuna são Seus devotos, e Krishna diz: Mad bhaktānāṁ cha ye bhaktāḥ: “Aquele que é servo do Meu servo é o Meu verdadeiro servo”. Sadhu-saṅga, a associação com pessoas santas é o que há de mais valioso e importante para as nossas vidas. Para guiar o nosso avanço e o nosso progresso em direção ao infinito, a associação é o nosso guia; e é isso o que importa. Devemos nos fixar nesta conclusão:

‘sādhu-saṅga’, ‘sādhu-saṅga’,—sarva śāstre kaya

lava-mātra sādhu-saṅge sarva-siddhi haya

“A conclusão que foi dada pelas escrituras é que toda a perfeição pode ser alcançada com a ajuda de pessoas santas. Boa associação é a nossa maior riqueza para alcançar a meta suprema. “

2. Srila Gurudeva no livro Reflexões Douradas

Śrīla Rūpa Goswāmī elencou sessenta e quatro tipos de serviços no Śrī Bhakti-rasāmṛta-sindhu. Sriman Mahāprabhu deixou, de forma concisa, somente cinco.

sādhu-saṅga, nāma-saṅkīrtana, bhāgavat-śravana

mathurā-vāsa, śrī-mūrtira śraddhāya sevana
sakala sādhana śreṣṭha ei pañcha aṅga

Devemos nos engajar em todos os diferentes tipos de serviço: pregação, glorificação ao Senhor Hari, ao Guru e ao Vaishnava; serviço no Templo e aos devotos; realizar parikramā (peregrinação) aos três principais Dhāms sagrados: Vṛndāvan, Jaganatha Purī, e Nabadwīp; e, imprimir e distribuir livros de glorificação a Śrī Guru Gaurāṅga Gāndharvā Govindasundar Jīu. Guru significa a glorificação ao Divino Mestre e devemos glorificar também os Vaishnavas. Durante este ano podemos (devemos) publicar vários livros dentro dessas (nessas) linhas. Temos também grande ambição em posterior publicação (distribuição) em todo mundo.

3. Srila Sridhar Maharaj no Satisfação Interior

Neste trecho, Srila Sukadeva Goswami explica que um instante é suficiente para resolver todos os problemas da uma vida, desde que devidamente associado em sādhu-saṅga. A todo custo, tente buscar a oportunidade de estar em sādhu-saṅga, a associação com o agente do Senhor Krishna. Qual é a necessidade de viver por eras e eras, se estamos inconscientes do nosso próprio interesse? Um momento utilizado apropriadamente é suficiente para resolver todos os problemas das nossas vidas, pelos os quais estamos eternamente vagando neste plano.

4. Srila Gurudeva no Verdade Revelada

Não tente imitar o que os sādhus fazem. O sādhu (a pessoa santa, o sábio) poderá fazer algo que seja útil para alguém que esteja em um estágio mais elevado, mas pode não ser útil para alguém que esteja em um estágio inferior. Sadhu-sanga significa tentar praticar a nossa vida espiritual sob a orientação/guia de um sādhu. Sadhu-sanga significa seguir as instruções dadas pelo sādhu, o que não significa tentar imitar o seu comportamento.