O Poder da Verdade

Por Srila Bhakti Sundar Govinda Dev-Goswami Maharaj.  

Quando Śrīla Gaura Kiśor Dās Bābājī Mahārāj abandonou seu corpo, Sakhī Bābu e Kuñja Bābu, mais tarde Śrīpād Bhakti Vilās Tīrtha Mahārāj, estavam vindo para vê-lo. Eles eram devotos muito antigos, mas naquela época eles ainda não tinham tomado iniciação de Prabhupād Saraswatī Ṭhākur, embora tivessem muita consideração e respeito por ele. Śrīla Gaura Kiśor Dās Bābājī Mahārāj deixou seu corpo e cerca de cinquenta bābājīs vieram e quiseram levar seu corpo para o ashram deles. Eles queriam fazer um samādhi mandir e receber bastante praṇāmī. Eles estavam brigando quando a polícia chegou para garantir que as brigas não se transformassem em agressões físicas.

Kuñja Bābu, Bhakti Vilās Tīrtha Mahārāj, foi imediatamente a Prabhupād Saraswatī Ṭhākur em Mayapur, Vraja Pattan, para lhe dar as notícias. Śrīla Saraswatī Ṭhākur também sentiu em seu coração: “Meu senhor deixou seu corpo.” Ele estava vindo de Mayapur para ver Gaura Kiśor Dās Bābājī Mahārāj. Naquela época ele vinha todos os dias. Nesse dia, ele estava chegando cedo, e no meio do caminho conheceu Kuñja Bābu. Kuñja Bābu disse a Saraswatī Ṭhākur, “Bābājī Mahārāj desapareceu”, e Saraswatī Ṭhākur disse: “Em meu coração eu senti isso, então eu estava indo até ele.”

Śrīla Saraswatī Ṭhākur explicou seus sentimentos mais tarde: Eu vi Bābājī Mahārāj tomar a forma de Kuñja Bābu e vir a mim para dar esta notícia: ‘Arrume meu corpo agora e faça arranjos apropriados’.” Eu ouvi isto de Śrīla Guru Mahārāj, Śrīla Bhakti Rakṣak Śrīdhar Dev-Goswāmī Mahārāj, e é a verdade, cem por cento. Então Saraswatī Ṭhākur chegou a Kuliyā e viu todos os bābājīs brigando pelo corpo de Bābājī Mahārāj. Ele fez um som. Sua voz não era tão grande, mas naquele momento ele fez um som bem grande, alguém disse.

Os policiais conheciam Saraswatī Ṭhākur como filho do vice-magistrado e o respeitavam como um sannyāsī sādhu. Um policial veio e disse a Saraswatī Ṭhākur: “Eles estão brigando e você é o discípulo de Gaura Kiśor Dās Bābājī Mahārāj. Você dá sua decisão, e nós a seguiremos.” Śrīla Saraswatī Ṭhākur viu que todos os bābājīs eram sem senso—materialistas fazendo um barulho sem nenhum sentimento espiritual.

Então Śrīla Saraswatī Ṭhākur declarou: “Vocês todos sabem que eu sou o discípulo de Bābājī Mahārāj, mas eu não estou reivindicando o corpo dele porque eu sou um brahmachārī, e ele era um bābājī. Vocês podem pegar esse corpo. Eu estou declarando ao grupo de bābājīs presentes aqui que vocês podem pegar o corpo de Bābājī Mahārāj. Mas apenas alguém que não foi poluído por uma mulher no último mês pode tocar o corpo do meu Gurudev, caso contrário ele será destruído.” E muitos bābājīs partiram. Então Saraswatī Ṭhākur disse muito fortemente: “Aquele que não se misturou com uma mulher em quinze dias, aquele bābājī pode tocar o corpo do meu Guru.” Então muitos foram embora. Então ele disse, “Sete dias”. Então ele disse: “Alguém que não se misturou com uma mulher na noite passada pode tocar.” E todos eles foram embora.

O policial ficou surpreso ao ver aquilo e disse: “Se eles mentirem, então o que vai acontecer? Eles podem dizer ‘Sim, eu sou um homem limpo’. Então o que você fará? ” “Se alguém contar uma mentira, ele será destruído, e eles sabem disso.” Então o policial disse: “Agora o que você fará?” Prabhupād Saraswatī Ṭhākur disse: “Eu darei a ele samādhi.” E como Mahāprabhu deu samādhi a Haridās Ṭhākur, ele cavou um samādhi com a ajuda de Sakhī Bābu, Kuñja Bābu e outros. Alguns de seus seguidores estavam lá.

Nós observamos esse Ekādaśī.

dāmodarotthana-dine pradhāne
kṣetre pavitre kuliyābhidhāne
prapañcha-līlā-parihāravantaṁ
vande prabhuṁ gaura-kiśora-sañjñam

“No mês de Dāmodar no dia importante de Utthān Ekādaśī no lugar sagrado conhecido como Kuliyā, ele removeu seus Passatempos manifestos. Eu ofereço minha reverência ao mestre Gaura Kiśor.”

O dia do desaparecimento de Gaura Kiśor Dās Bābājī Mahārāj aconteceu aqui em Nabadwīp. Depois de um ou dois anos, o Ganges inundou e retirou aquele samādhi mandir original. De lá, Saraswatī Ṭhākur levou alguns ingredientes para Mayapur e com eles ele fez o samādhi mandir em Mayapur.

 

Fonte: http://www.gaudiyadarshan.com/posts/disappearance-of-Śrīla-babaji-maharaj/

O Abrigo de Sri Giriraj Govardhan

A visão de Srila Raghunath Das Goswami da misericórdia de Sriman Mahaprabhu.

cropped-Srila-Govinda-Maharaj

Por Srila Bhakti Sundar Govinda Dev-Goswami Maharaj, 18 de fevereiro de 2008, Vrndavan.

 

Srila Rupa Goswami Prabhu, Srila Jiva Goswami Prabhu e Srila Krishnadas Kaviraj Goswami Prabhu são muito misericordiosos conosco. Estou surpreso de quanta misericórdia podemos obter pela graça do nosso Guru Maharaj, Srila Bhakti Raksak Sridhar Dev-Goswami Maharaj.

No Govardhana-vasa-prarthana-dasakam de Srila Raghunath Das Goswami Prabhu, há um verso:

nirupadhi-karunena sri-sachi-nandanena
tvayi kapati-satho ’pi tvat-priyenarpito ’smi
iti khalu mama yogyayogyatam tamagrhnan
nija-nikata-nivasam dehi govardhana! tvam

“Ó adorável Govardhan, Seu querido Sri Sachi Nandan Chaitanyadev me deu misericordiosamente a Seus pés de lótus. Eu não tenho qualidade e qualificação, mas você não pode me ignorar porque Mahaprabhu me deu a você.”

Mahaprabhu dera uma Govardhan-sila e gunja-mala a Das Goswami, e Das Goswami sentiu que através disso, Mahaprabhu lhe dera abrigo aos pés de lótus de Giriraj Govardhan.

“Ó Govardhan, você não pode me ignorar. Não sou qualificado, não tenho qualidades, não tenho nada. Eu sou kapati-satho [enganador e insincero]. Mas o que quer que eu seja, você deve ser misericordioso comigo porque Seu mais amado Chaitanyadev me deu a Você. ”

Das Goswami Prabhu disse isso a Giriraj Govardhan, e meu sentimento e pensamento é que Srila Guru Maharaj é tão misericordioso, e com a conexão de Srila Guru Maharaj, Srila Rupa Goswami Prabhu e Kaviraj Goswami Prabhu são tão misericordiosos conosco.