UMA AFINIDADE ESPECIAL

 

lotus media

crédito: Bahman Farzad. Flickr.com

Por Sripad Bhakti Kamal Tyagi Maharaj, 2017.

Escutamos Gurudev dizer que de todos os dias do ano, esse era o seu dia favorito. Sem dúvida ele disse que os dias de aparecimento dos grandes Vaisnavas, ou do nosso Guru-varga são mais importantes ainda para nós do que o aparecimento do Senhor Ele mesmo.

Mad-bhakta-pūjābhyadhikā (SB 11.19.21). Porque o Senhor fica mais satisfeito conosco quando glorificamos seus servos, mesmo se nós O glorificarmos. Srila Param Guru Maharaj descreve que nossa fortuna, nossa linha de prospecto descende a nós através de muitos, não é através de um. Nossa obrigação acima de tudo, é de glorificar a estação imediata, através da qual fomos alcançados, esse é o nosso ponto principal de glorificação. Dessa perspectiva, também, o aparecimento de nosso Gurudev, do nosso Guru-varga devem receber nossa maior atenção.

Todas estas coisas consideradas, Srila Gurudev observou também que este dia, Lalita Saptami, era o dia favorito para ele. A causa disso, escutamos sobre sua primeira visita a Sri Vrndavan Dham com Guru Maharaj. E Gurudev sempre se lembrava com muito carinho dessa viagem, eles no trem, saindo de Delhi, a hospedagem na casa de um irmão de Guru Maharaj, que na época estava praticando algo dos babajis, a simplicidade com que eles viviam, praticando madhukari pedindo chapatis, e guardando-os em uma caverna. Dia após dia. E nessa época Srila Krsna Das Babaji Maharaj estava lá, e hospedou Guru Maharaj. Então em uma ocasião Guru Maharaj começou a falar a Gurudev e alguns outros  devotos sobre o último verso do Siksastakam, āśliṣya vā pāda-ratāṁ pinaṣṭu mām [Ele pode abraçar esta serva, Ele pode pisar em cima de mim.] E falou com profundidade e detalhes, a ponto de Srila Krsna Das Babaji expressar alguma hesitação a Guru Maharaj: “Porque você está ensinando tais coisas a esse jovem menino? Antes disso, quando Gurudev chegou, na época do Nrisimha Chaturdasi, Guru Maharaj havia pedido que seus irmãos o testassem, inclusive Babaji Maharaj: “Esse jovem menino veio, por favor o testem.” E naquela primeira semana, Babaji o testando, ficou impressionado com Gurudev. E veio a Guru Maharaj e lhe disse para dar atenção especial ao menino, pois ele tinha grande capacidade. E mesmo ficando impressionado com Gurudev, ao ver um Hari-katha de nível tão alto sendo falado com ele, ele expressou alguma hesitação. Não muito sobre Gurudev, mas um tópico tão avançado em tempo tão curto. E Guru Maharaj disse: “Eu considerei isso, e ele é qualificado. Ele pode escutar tais coisas.” Desde essa época Guru Maharaj deu descrições muito especiais e profundas sobre a linha de  Rupanuga-bhajan a Srila Gurudev.

Também escutamos que Guru Maharaj estava no Vraja Mandal Parikrama com Srila Saraswati Thakur, e Saraswati Thakur testou alguns discípulos que estavam ali com ele. Algo chamado ruchi pariksa, uma avaliação do gosto e do sentimento dos devotos. E ele perguntou que lugar Guru Maharaj tinha gostado, e ele disse: “Kadam-kandi, o lugar de Srila Rupa Goswami, nesse lugar eu encontro uma qualidade especial.” Srila Saraswati Thakur reconheceu isso, não disse muita coisa naquele momento, mas depois em outra ocasião, ele estava falando, e o tema do Kadam-kandi veio à tona, então ele disse para Guru Maharaj: “Seu lugar!” Assim ele indicou estar muito feliz com a escolha e o foco de Guru Maharaj. A linha exclusiva da Rupanuga.

Similarmente, anos depois Guru Maharaj testou Gurudev: “Onde você encontra algum sentimento especial?” E Gurudev respondeu: “Uchcha Gao, o lugar de Lalita Devi, a alguma distância de Varsana.” E Gurudev disse depois que quando visitou ali com Guru Maharaj teve uma visão divina. Ele não a descreveu em detalhe,  mas um tipo de visão ele teve, de maneira que ficou uma impressão muito profunda em seu coração. Ele teve um sentimento claro de que sua posição eterna de serviço tinha conexão com aquele lugar. Nós não pensamos que entendemos estas coisas, mas algo assim em geral, e então quando Guru Maharaj o perguntou, ele respondeu sobre este lugar, e Guru Maharaj ficou muito satisfeito de escutar isso, porque o lugar tem significância direta na linha Rupanuga.

Nos é dito que no plano aprakrta há alguma hierarquia na administração do serviço, ou como Gurudev brincou uma vez, quando ele estava em um grupo de devotos que formava um comitê para montar um templo. Então ele disse: “Mesmo em Vrndavan eles servem através de um comitê. As Asta-sakhis, Lalita, elas também têm um comitê.”

Na linha da Rupanuga sampradaya, a posição da jiva pode ser concebida como a 5ª, ou 4ª ou 3ª, dependendo de como você conte. Mas se nós dissermos que sem dúvida a pessoa mais proeminente é Srimati Radharani, e que também se concebe que ela está eternamente engajada no serviço amoroso a Krishna, então podemos dizer que Ele ocupa a posição de desfrutador, e Srimati Radharani é a líder da seção inteira e de tudo o mais. E a partir dela, a primeira assistente, Srimati  Lalita Devi, e a principal assistente de Lalita Devi, Sri Srupa. O prospecto mais elevado da jiva está nisso: o serviço de Krsna, sob o serviço de Srimati Radharani, sob o serviço de Lalita Devi, sob o serviço de Sri Rupa. 5º lugar então. Não é o primeiro nem o segundo. E a posição da jiva é removida dessa maneira.

E há muito profundas descrições disso de Guru Maharaj, de acordo com o rasa-vichar, ou se alguém tem a aspiração de saborear rasa no máximo, então será nesse alinhamento, em meio ao absoluto, onde a mais alta qualidade e quantidade de rasa é para ser encontrada.

Então a partir do senso comum, da referência escritural, e por análise ontológica, essa conclusão é tida como suprema pelos Rupanugas. A conclusão de Srila Gurudeva é perfeitamente congruente com este siddhanta, pois aqueles que carregam a aspiração a servir Sri Rupa, onde será o primeiro ponto de ação ou engajamento deles? Será sob a direção de Lalita Devi. E ter uma afinidade especial pelo serviço encontrado no lugar dela é natural. De qualquer maneira Guru Maharaj ficou muito satisfeito com isso. E Gurudev disse: “Ele me deu algumas instruções confidenciais especiais sobre devoção naquela ocasião.” O quanto sabemos sobre isso? Gurudev nunca as repetiu para ninguém. Mas as manteve em seu coração.

De uma perspectiva material, o começo de sua vida devocional se deu com o engajamento no serviço a Guru Maharaj, Mahaprabhu, aos Vaisnavas, da perspectiva de estar situado na realização e graça plena para cultivar o mais alto ideal que pode ser encontrado. Todo seu engajamento de serviço, sempre foi como um serviço rendido ajustado precisamente de acordo com aquele mais alto ideal de devoção dado em nossa sampradaya. Então essa é a vida e exemplos maravilhosos de nosso Gurudev Srila Bhakti Sundar Govinda Dev-Goswami Maharaj.

E nesse dia ele sempre falava com alegria da felicidade de se lembrar destas coisas, de refletir em nossa linha de serviço.

E tanto ele quanto Srila Guru Maharaj repetiam neste dia o primeiro verso do Sri Lalitastakam, composto por Srila Rupa Goswami, porque este verso representa ou mostra a característica que define a sampradaya, a característica que define aqueles que aspiram a servir nesta linha, dizendo:

rādhā-mukunda-pada-sambhava-gharma-bindu-
nirmañchanopakaraṇī-kṛta-deha-lakṣām
uttuṅga-sauhṛda-viśeṣa-vaśāt pragalbhāṁ
devīṁ guṇaiḥ sulalitāṁ lalitāṁ namāmi
(Śrī Lalitāṣṭakam: 1)

Onde é descrito que para remover mesmo uma gota de suor dos pés de lótus de Radha e Krsna, Lalita Devi vem como se tivesse 100 mil corpos para esse serviço. E em várias aulas escutamos 3 significados diferentes para essa expressão: ‘como se tivesse 100 mil corpos’.

Um significado é que tal intensidade e vigilância no serviço são como se ela tivesse 100 mil corpos. De tanta intensidade e tanto entusiasmo que ela vem executar esse serviço.

Outro significado é que a tolerância à adversidade, aos obstáculos, e às dificuldades quando ela está prestando esse serviço, é ilimitada, significando que ela está pronta para nascer 100 mil vezes, e passar pelo nascimento, morte, velhice, doença, tudo para prestar tal serviço. Ela está pronta para encarar ilimitadas adversidades para poder prestar tal serviço.

E o terceiro significado para ‘como se tivesse 100 mil corpos’, é que ela está compassivamente e quase forçosamente pronta para engajar centenas de milhares de pessoas nesse serviço. E ela está coordenando, administrando, ajustando, motivando, e vindo com uma grande campanha para executar essa função. E qual é essa função? Satisfazer a menor necessidade de Radha e Krsna. Que é fazer o maior esforço para realizar a menor necessidade Deles.

Esse é o princípio da nossa sampradaya. Esse é o espírito a se alcançar. O que estamos cultivando? O que devemos sentir em nosso coração à medida que praticamos aspirando nessa linha, já que recebemos a graça de entrar nesta linha através de nosso Guru-varga? Tal gosto extremo, tal apetite extremo para o serviço. Esse é o nome do jogo. Esse é o foco de todos nós.

E esse desejo por serviço que ela tem é tão intenso, que a analogia usada é pragalbhāṁ: que Guru Maharaj em algumas ocasiões traduziu como arrogante, corajosa, impudente. Em outras palavras, por causa do desejo de servir que ela tem, ela transgride normas convencionais de respeito, ou de etiqueta. Como Srila Gurudev descreveu, às vezes ela até repreende Srimati Radharani: “Você está se entregando a Krsna muito facilmente. Você vale mais do que isso. Não permita que Ele a tenha tão facilmente.”

Em outras ocasiões ela criticar Krishna: “Como Você ousa não ter suficiente respeito por minha ama?” Estas coisas são do plano aprakrta. Então não sabemos nada sobre isso, mas escutamos de Gurudev, fomos lembrados disso, e levamos acima da nossa cabeça nosso prospecto mais alto. Então esse ponto deve ser notado sobre Lalita Devi, a guardiã de toda a sampradaya.

Nós podemos constatar isso em conexão com Svarup Damodar, quando um devoto veio e transgrediu a etiqueta durante o Gundichan Marjan Lila, então Mahaprabhu disse a Svarup Damodar: “Olhe o comportamento do seu Gaudiya!” E compreendendo sua indicação, Svarup Damodar veio, agarrou o devoto pelo pescoço, e o colocou para fora do Templo. Porque isso era o que Mahaprabhu queria naquele momento, mas Saraswati Thakur em seus comentários assinalou esse ponto dizendo que ele é muito significante no Chaitanya-charitamrta: tomāra ‘gauḍīyā ( Madhya-lila 12.125). Ele disse que através dessa declaração Mahaprabhu está indicando ali que todos os Gaudiya Vaisnavas estão sob a proteção de Svarup Damodar. Svarup Damodar é ‘O’ Gaudiya Vaisnava. Todos os outros Gaudiya Vaisnavas pertencem a ele. Assim como isso existe no Gaura-lila, também existe no Krsna-lila.

Então qualquer um que teve a benção de escutar os princípios da devoção pura, e de aspirar completamente na linha do serviço exclusivo daquele plano transcendental mais elevado, eles não podem ter nenhum prospecto que não seja o consenso, a graça de Srimati Lalita Devi.

Mas por fim, Srila Guru Maharaj também diz que o humor de Lalita Devi é um pouco como o de Nityananda Prabhu, como nesse terceiro significado do verso, ela também pronta e ativamente quer engajar qualquer pessoa, todas as pessoas, o máximo possível no serviço a Radha e Krsna. E é dito que mesmo em seu dia de aparecimento, ela sai e quer organizar e providenciar mais serviço, serviço extra, com mais pessoas servindo Srimati Radharani. Essa é uma razão para celebrar. Nossos guardiões mais elevados, essas pessoas mais elevadas dos Passatempos eternos do Senhor, têm um desejo, um movimento extra em tentar engajar mesmo pessoas como eu, que tenho orgulho e resistência, nessa mais maravilhosa brincadeira divina.

Jay Srila Bhakti Sundar Govinda Dev-Goswami Maharaj ki, Jay.

Jay Srila Bhakti Pavan Janardan Maharaj ki Jay.

Jay Sri Lalita Saptami ki Jay

Hari-nam-sankirtan ki jay

Gaura Premanande, Haribol.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s